forma lícita

Como burlar a taxa de 10mil em moeda estrangeira

Postado em

Como já é do conhecimento de pessoas que fazem viagens frequentes de compra no Paraguai ou em outros países é proibido a entrada sem declaração de menos de 10 mil em moeda estrangeira além de necessário documentos que confirmam o ganho do dinheiro de forma lícita tanto de acordo com as leis do respectivo país quanto do Brasil, pois bem mas como a regulação não pode acompanham a inovação existe um meio de trazer uma quantidade superior a 10 mil sem declaração sendo o dinheiro obtido de forma ilícita ou não.

Algumas requisitos mínimos;

1º Cartão de crédito internacional (Que possa fazer saques e depósitos no exterior)
2º Carteira Bitcoin online
3º Pendrive equivalente ou superior a 16Gb
4º Com notebook ou celular com acesso a internet (Pode ser uma lanhouse ou wi-fi publico/de alguma estabelecimento)

Na chegada ou saída do Brasil, o viajante que estiver portando valores em espécie (dinheiro) superiores a R$ 10.000,00 (dez mil reais) ou o equivalente em outra moeda deverá apresentar declaração de porte de valores (e-DPV), via internet, no site da Receita Federal. A fiscalização aduaneira verificará a exatidão da declaração e exigirá documentos específicos que comprovem a aquisição lícita dos valores.

Pois bem uma vez obtido o dinheiro dentro do pais estrangeiro deve-se então ter uma pendrive igual ou superior a 16 gbs seja ele comprado lá ou no Brasil;

Uma vez com o cartão pode-se depositar o dinheiro no banco e então com acesso a internet entre em um site de câmbio para converter o depósito em bitcoins, baixa-los e armazena-los offline no seu pendrive após transferi-los para o pendrive basta atravessar a fronteira, existe também a possibilidade de se utilizar um caixa eletrônico de bitcoins para a fazer a conversão direta em dinheiro ficando assim livre da taxa do IOF brasileira que aumento de de 0,38% para 6,38% no inicio de 2013.

 

reais-notas-size-5981